Rogério Micale não resiste a novo vexame do GaloRádio Itatiaia na cobertura da Expo InoxFesta do Rosário é realizada em Timóteo

MENSAGEM DO DIA

04/08/2017

PADRE ABDALA, CINCO ANOS DE SAUDADES

Por: Margarida Drumond de Assis*

Mais um 30 de julho que chega após o marcante fato que, em 2012, abalou a região do Vale do Aço, muito especialmente o município de Timóteo e regiões circunvizinhas: o falecimento do querido e muito saudoso Pe. Abdala Jorge. Cinco anos sem a presença de Padre Abdala são cinco anos sem o jeito franco e dinâmico de um sacerdote que não encontrava meias-palavras quando se tratava de defender os menos favorecidos, de mostrar sua opinião sincera; são cinco anos sem um sacerdote que corajosamente subia nos palanques para defender trabalhadores oprimidos, na maioria das vezes, pelo capital internacional; são cinco anos de lembranças e saudades de um escolhido de Deus, repleto de amor e entrega à Igreja.

Neste momento em que celebramos em sua memória, há muito por que agradecer pela presença de Pe. Abdala em seus 57 anos de pároco na Paróquia São José de Acesita, que ele amava. Quantas vezes ele abriu sua porta para alguém que chegava, sem avisar previamente, porque desejava lhe pedir algo para comer, uma ajuda para algo em casa, para ouvir seu conselho, ou mesmo para vê-lo rapidamente! É tempo de agradecer pela sua atenção e bondade em proporcionar remédio aos que o procuravam confiantes de que, por meio de sua farmacinha, conseguiriam o necessário medicamento; agradecer pela água gelada que ele mantinha na varanda da Casa Paroquial, em atenção aos que viviam em situação de rua ou às pessoas que estivessem andando pelo centro, distantes de suas casas; agradecer por suas homilias objetivas e portadoras de imenso amor a Maria e repletas de sabedoria e formação catequética.

Então, a Pe. Abdala, nesta data em que o reverenciamos saudosos, a nossa alegria com a expectativa de que tenhamos, em um ano, pronto para os leitores um livro sobre sua vida repleta de amor e bondade, com relatos sobre suas intrépidas ações em prol da justiça. Sem dúvida, o livro trará dados biográficos da trajetória desse filho de libaneses, José Abdala Jorge, que aos doze anos, determinado seguiu para o Seminário, logo retornando à casa dos pais para montar um solicitado enxoval. Será bom registrar o legado de Pe. Abdala, ele que, em suas preleções, não omitia quanto lhe foi dura a infância, ao lado da mãe e irmãs, estando o pai doente e sem qualquer possibilidade de lhe servir de incentivo a uma vida serena. E que alegria poder lembrar suas palavras ditas em ocasiões diversas: “Eu já nasci padre”, isto porque sua vinda ao seio da família já se constituía em voto do seu amor materno, entregando-o a esse divino ministério.

E neste relembrar, hoje passados cinco anos de sua ida para a Casa do Pai, lembremo-nos de seus exemplos, na coragem para superar momentos conturbados que surgiram em sua caminhada, as dificuldades vividas em sua preparação sacerdotal, menino de parcos recursos, de família humilde e pobre que era. Lembremo-nos de Pe. Abdala, sacerdote dedicado à Paróquia São José de Acesita, Timóteo, de sua total entrega em prol de uma vida em fraternidade.


* Margarida Drumond de Assis é professora e jornalista, autora de Um conflito no amor e Além dos versos, entre outros livros em gêneros literários diversos.

Contatos: www.margaridadrumond.vai.la Tel. (61) 98607-7680
https://www.facebook.com/margaridadrumond