Família é feita refém em IpatingaEleito novo presidente da Câmara de IpatingaDouglas Willkys é eleito prefeito de Timóteo

Atlético enfrenta rival Cruzeiro no Independência por liderança do Brasileirão

Brasileirão Serie A

(Mistério é a tônica das escalações da equipe para o jogo deste sábado. Foto: Bruno Cantini/Atlético)


A abertura da sexta rodada do Campeonato Brasileiro opõe Atlético e Cruzeiro no clássico que será disputado neste sábado, às 16, no estádio Independência, em Belo Horizonte. Os arquirrivais mineiros tem objetivos distintos: enquanto a equipe alvinegra mira a liderança do torneio, o time celeste também briga pelas primeiras posições, mas está de olho na Copa Libertadores.

Acompanhe, a partir das 14h05, a Jornada Esportiva da Itatiaia, com o 1º Time do Rádio. Narração de Alberto Rodrigues (1º tempo) e Mário Henrique (2º tempo). Comentaristas Junior Brasil e Leo Figueiredo. Repórteres Claudio Rezende (Atlético e lateral), Samuel Venâncio (Cruzeiro e lateral), Thiago Reis (volante e torcida) e Álvaro Damião (arbitragem, volante e zona mista).

Enquanto o Cruzeiro está vivo na Copa do Brasil, praticamente garantido nas oitavas de final da Libertadores e vem em recuperação no Brasileirão, o Galo tem apenas o torneio nacional para disputar, já que acumula eliminações na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil.

Apesar de ficar pelo caminho na Copa do Brasil após perder a classificação para a Chapecoense nos pênaltis, a fase do Atlético não é ruim, haja vista que não perde há oito jogos, sendo cinco deles no Brasileirão. A boa sequência garantiu 10 pontos ao time atleticano e a terceira posição. Se vencer o clássico e Flamengo e Corinthians tropeçarem, termina a rodada na liderança.

O Cruzeiro também vem de sequência positiva na temporada. Está na oitava posição, com sete pontos, e, após um início ruim no torneio nacional em que o técnico Mano Menezes mandou a campo times alternativos para priorizar a Libertadores, retomou o bom futebol e venceu os últimos dois jogos.

O time celeste tem vantagem no retrospecto dos confrontos nesta temporada. Nas três partidas em que os arquirrivais se enfrentaram, duas vitórias cruzeirenses e um triunfo atleticano. Além disso, o time de Mano Menezes faturou o título do Campeonato Mineiro em cima do rival.

Agora completamente focado no Brasileirão, o Atlético tem apenas uma ausência no clássico: Gustavo Blanco, que cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Elias foi confirmado pelo técnico Thiago Larghi como o substituto e indicou que Luan deve retornar ao time titular.

O atacante vem sofrendo com a sequência pesada de partidas e, por isso, jogou poucos minutos contra o Atlético Paranaense, em Curitiba, e não foi titular na última partida em Chapecó (SC), entrando apenas nos minutos finais para cobrar uma das penalidades.

Na zaga está a principal dúvida. Bremer ganhou pontos com o treinador pelas boas atuações e a expectativa é que ele permaneça no time. O experiente Leonardo Silva e o jovem Gabriel brigam pela outra vaga no setor defensivo. "Expectativa é boa. A gente sabe que a nossa equipe tem um potencial de crescimento grande, haja vista o que temos feito. Estamos em terceiro e acredito que vamos buscar a liderança. O grupo está focado e sabe que o duelo com o Cruzeiro é um jogo especial", disse Thiago Larghi.

Se o rival alvinegro concentra todas as suas atenções para o torneio nacional, o Cruzeiro está de olho na Libertadores. Enfrenta o Racing, da Argentina, nesta terça-feira, no estádio do Mineirão, e, por isso, não deve ter força máxima no clássico. Assim, a tendência é que Mano Menezes não repita o time que venceu Sport e Atlético Paranaense nas últimas duas partidas.

Certo é que Edilson e Thiago Neves não vão para o jogo. Mano Menezes confirmou que os dois seguem fora de modo que possam estar plenamente recuperados para enfrentar o Racing. O lateral-direito trata de um trauma no tornozelo e o meia perdeu os últimos dois jogos por conta de um incômodo na panturrilha direita.

Dedé, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, também é desfalque. Manoel, Digão e Murilo brigam pela vaga na defesa. Egídio e Arrascaeta são dois jogadores que também podem ser preservados. Mano Menezes disse que conversará com todos os jogadores individualmente para definir o time.

Mesmo com os desfalques, o treinador cruzeirense está confiante em um bom jogo de seus comandados e na manutenção da boa fase. "É uma hora que ter calma, estamos em um bom momento, e a intenção é que perdure por mais tempo. Quem consegue fazer mais períodos longos assim, consegue fazer resultamos melhores", avaliou Mano Menezes.

Por: Agência Estado/Itatiaia