Projeto Contém Cultura é inaugurado em IpabaFiemg Regional Vale do Aço tem novo presidenteAtlético x Cruzeiro é na Itatiaia

Cruzeiro empata com Universidad de Chile, em Santiago, e segue sem vencer na Libertadores

Copa Libertadores

O Cruzeiro segue sem vencer na Copa Libertadores. Em duelo mais pegado do que técnico contra a Universidad de Chile, em Santiago, na noite desta quinta-feira, o time celeste segurou a pressão dos donos da casa, chegou a mandar duas bolas na trave, mas só empatou em 0 a 0, pela terceira rodada do Grupo 5 da competição.

Após perder na estreia para o Racing e empatar com o Vasco, em casa, o time celeste precisava da vitória para respirar na chave, mas pecou por não atacar muito e optar por se segurar na defesa. O técnico Mano Menezes chegou a mexer na equipe colocando Lucas Silva, Mancuello e Rafinha desde o início, mas nem as alterações surtiram efeito.

Com o resultado, o Cruzeiro foi a dois pontos e pulou para a terceira colocação. A Universidad de Chile é a segunda colocada, com cinco pontos. O Racing, que goleou o Vasco por 4 a 0, segue na liderança do grupo, com sete pontos. Os cariocas agora estão na lanterna, com um ponto.

Na próxima quinta-feira, às 19h15, Cruzeiro e Universidad de Chile voltam a se enfrentar no Mineirão, pela quarta rodada do grupo. Neste confronto, a Raposa será obrigada a vencer para seguir com chances de classificação para as oitavas de final.

Agora, o Cruzeiro volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. No próximo domingo, às 16h, a equipe celeste vai até o Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense, pela segunda rodada.

O jogo

Como já era de se esperar, a Universidad de Chile pressionou o Cruzeiro nos minutos iniciais. A primeira boa oportunidade criada pelos donos da casa não demorou. Logo aos três, Soteldo pegou de primeira de fora da área obrigado Fábio a fazer boa defesa.

Sem um centroavante de área, o Cruzeiro atuava com dois jogadores mais avançados: Thiago Neves e Arrascaeta. No entanto, o time celeste, que atuava com formação diferente, encontrava dificuldades para sair jogando e chegar ao setor ofensivo.

A Raposa ameaçou a meta de Johnny Herrera somente na bola parada. Aos 23 minutos, Thiago Neves cobrou falta para a área, Dedé subiu mais que a defesa da La U e cabeceou firme para a defesa segura do goleiro.

O jogo estava muito pegado e com poucas emoções. O melhor lance do primeiro tempo foi uma bomba de Lucas Silva de fora da área que explodiu no travessão dos chilenos.

No começo da etapa final, a Universidad de Chile aumentou a pressão em busca do gol e o Cruzeiro se segurava nas defesas de Fábio. O goleiro pegou uma cabeçada de Soteldo. Depois, o camisa 1 celeste salvou a Raposa após testada de Rodríguez à queima a roupa.

Aos 23 minutos, o Cruzeiro conseguiu escapar em contra-ataque e quase abriu o placar. Arrascaeta avançou em velocidade, entrou na área e bateu cruzado, mas a bola pegou no pé da trave e saiu.

No fim do jogo, o Cruzeiro decidiu se mandar para o ataque. Aos 41, Sassá invadiu a área pelo lado esquerdo e tocou para Robinho, que achou Thiago Neves. O meia chegou chutando, mas mandou para fora. Dois minutos depois, Sassá entrou na área pela esquerda de novo e bateu cruzado tentando achar Thiago Neves, porém a defesa chilena afastou.

Universidad de Chile 0 x 0 Cruzeiro

Universidad de Chile: Johnny Herrera; Vilches, Echeverría e Contreras (Guerra); Matías Rodríguez (Schultz), Reyes, Pizarro e Monzón; Araos e Soteldo; Pinilla. Técnico: Ángel Guillermo Hoyos

Cruzeiro: Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Ariel Cabral), Rafinha e Mancuello (Robinho); Thiago Neves e Arrascaeta (Sassá). Técnico: Mano Menezes

Motivo: 3ª rodada - Grupo 5 da Copa Libertadores
Data: 19 de abril de 2018, quinta-feira, às 21h30
Local: Estádio Nacional, em Santiago (Chile)

Cartões Amarelos: Lucas Silva, Dedé (Cruzeiro); Reyes, Vilches, Araos (Universidad de Chile)

Árbitro: Víctor Carrillo (PER)
Auxiliares: Jonny Bossio (PER) e Raul Lopes Cruz (PER)

Por: Itatiaia
Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro