No Galo, situação chama oposição de AventureirosBruno Vicintin diz que Itair o ameaçou de morteSTF volta a julgar hoje foro privilegiado

Atlético mostra bom futebol, goleia o Tupi e recupera a liderança do Campeonato Mineiro

Esporte Regional

Foto: Bruno Cantini/Atlético


Após uma atuação abaixo da crítica na semana passada contra o Godoy Cruz, pela Copa Libertadores, o Atlético mudou da água para o vinho. Com atitude completamente diferente, o time alvinegro recuperou o estilo ‘Galo Doido’ e não teve dificuldades para golear o Tupi por 4 a 0, nesta segunda-feira, no Independência, no fechamento da sétima rodada do Campeonato Mineiro.

A partida marcou a 100ª vitória do Atlético no Independência, desde a reinauguração do estádio, em abril de 2012. O time também alcançou e superou a marca dos 300 gols no estádio chegando a 301 anotados.

Além das marcas, o duelo marcou a reestreia do atacante Luan. Mas os destaques foram Robinho, que marcou pela primeira vez na temporada, e Elias, que enfim desencantou e fez seu primeiro gol com a camisa do Atlético. Os outros dois foram anotados pelo volante Marcel (contra) e o zagueiro Gabriel.

O triunfo manteve os 100% de aproveitamento do Atlético no Estadual. O Galo recuperou a liderança do Mineiro, com 21 pontos, dois a mais que o Cruzeiro, que havia ultrapassado a equipe alvinegra nesse domingo após vencer o América e ocupava a primeira posição de forma provisória. A pontuação praticamente garante o Galo nas semifinais.

Já o Tupi segue ameaçado na nona posição, com cinco pontos, um a mais que o Democrata-GV, que abre a zona de rebaixamento e empatou sem gols com o Tricordiano, também nesta segunda-feira à noite, em Valadares.

Na próxima rodada, o Atlético enfrenta o Tricordiano, sábado, às 16h, no Farião, em Divinópolis. Já o Tupi recebe o Democrata-GV, sábado, às 17h, em Juiz de Fora, em confronto direto na luta contra o rebaixamento.

Estilo ‘Galo Doido’

Diferentemente da sonolência da partida contra o Godoy Cruz, pela Libertadores, o Atlético mostrou boa movimentação ofensiva com trocas de passes rápidos. O início frenético foi premiado com gol aos 14 minutos. Robinho lançou Otero, que dividiu com Elivelton na área. O volante Marcel chegou por trás e acabou tocando na bola, encobrindo o goleiro Paulo Henrique. A bola bateu no travessão e quicou pouco depois da linha. Galo 1 a 0.

Mesmo abrindo o placar, o Atlético seguiu pressionando e marcou o segundo aos 18 minutos. Cazares achou Robinho dentro da área. O camisa 7 limpou a marcação e chutou no canto esquerdo de Paulo Henrique. Atlético 2 a 0. Foi o primeiro gol de Robinho em 2017.

O Tupi queria mostrar que não estava morto no jogo e quase diminuiu aos 25. Após cobrança de escanteio, Elivelton subiu bem e cabeceou no travessão.

O jogo seguia agitado. Aos 27, Rafael Carioca pegou rebote e acertou chute de fora da área, mas o goleiro caiu no cantinho para defender. Em seguida, Ruan Teles avançou pela direita e bateu no canto para boa intervenção de Giovanni.

O goleiro atleticano estava tendo trabalho. Em cobrança de falta rasteira de Jajá, o camisa 12 caiu no canto, mas soltou. No rebote, Bonilla não aproveitou e a defesa foi mais rápida.

Dois vira, quatro acaba

Em bobeada da zaga do Atlético, o Tupi quase diminuiu. Após lançamento nas costas da defesa, Bonilla saiu cara a cara com Giovanni, mas tentou encobrir o goleiro atleticano, que ficou com a bola.

O Atlético respondeu em rápida descida de Fábio Santos, que tocou para Fred. O camisa 9 recebeu na área, ajeitou e bateu, mas o goleiro salvou.

O Galo dominava o jogo e mostrava um futebol ainda não visto neste ano. E o terceiro gol saiu aos 15 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola chegou até o zagueiro Gabriel, que desviou para as redes: 3 a 0.

Aos 18 minutos, a torcida do Atlético explodiu no Independência. Mas não era o quarto gol. Era o atacante Luan, que chegava à beira do campo para entrar na partida. O camisa 27 entrou na vaga de Otero fazendo sua estreia na temporada após se recuperar de dores no joelho direito.

Quando parecia que o jogo entrou no marasmo e não aconteceria mais nada, o Atlético marcou o quarto. Aos 39, Elias pegou a sobra da entrada da área e mandou uma bomba no ângulo. Foi o primeiro gol do volante com a camisa atleticana, fechando com chave de ouro a bela apresentação do time.

Atlético 4 x 0 Tupi

Atlético: Giovanni; Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Cazares e Otero (Luan); Robinho (Danilo) e Fred (Rafael Moura). Técnico: Roger Machado


Tupi: Paulo Henrique; Lucas, Elivelton, Edmário e Bruno Santos; Marcel, Bonilha, Bruno Paiva (Dieguinho) e Ruan Teles; Jajá (Marcinho) e Caça-Rato (Matheus Pato). Técnico: Aílton


Motivo: 7ª rodada do Campeonato Mineiro

Data e horário: 13 de março de 2017, segunda-feira, às 20h

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)


Gols: Marcel (14’/1º - contra), Robinho (18’/1º), Gabriel (15’/2º), Elias (39’/2º)

Cartões Amarelos: Gabriel (Atlético); Bruno Santos, Edmário (Tupi)


Árbitro: Felipe Fernandes de Lima

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Fernanda Nandrea Gomes Antunes

Público: 13.134

Renda: R$ 187.795,00


Por Editoria de web Itatiaia